terça-feira, 26 de julho de 2011

Então tudo o que eu queria era estar afim
Mas nada veio em minha direção
É como se no coração só houvesse
Uma pequena ponta de frustração.

Eu tentava que ele mantivesse
Toda dignidade em forma de oração
Mesmo que fossem maneiras vãs
De elucubrar pensamentos absortos
Acabo percebendo que em gris manhas
Fico como uma fêmea após um aborto
Abatida, pálida, doida, sangrando

Nenhum comentário: