terça-feira, 4 de maio de 2010

Cansada....

"Ah! eu estou tão cansada!
Cansada dessa eterna gangorra emocional ...
cansada do interminável sobe e desce, da expectativa, da inquietude, da agitação... cansada de ser sacodida pro alto toda vez que sinto a ponta dos meus pés tocarem de novo o chão...
cansada dos infinitos altos e baixos dessa constante montanha russa em que descarrila o meu coração...
cansada de saber que vou despencar violentamente depois de cada longa e lenta subida e cansada de me sentir parada no meio de um gigantesco looping, num túnel que não tem saída...
cansada de me sentir só com tanta gente à minha volta...
cansada do dolorido grito inaudível que ecoa dentro de mim quando tudo ao meu redor é silêncio...
cansada desse pandemônio em minh'alma mesmo quando a paz me circunda...
cansada desse imenso vazio que preenche todo o meu ser..."
fragmento de um texto de Vanda Vasconcelos

2 comentários:

Borboleta de asas magoadas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Borboleta de asas magoadas disse...

Nossa! Quanta honra!!!
Obrigada pelos comentários e elogios ao texto! Concordo com a sugestão da "matiz de sentimentos"... seria o ideal. O problema é a gente conseguir encontrar uma harmonia perfeita entre as infinitas nuances dessas matizes, pra que se possa conseguir manter o equilíbrio entre os diversos tons... mas quem sabe seja exatamente esse o grande segredo da vida, né?!
Um beijo,
Vanda