terça-feira, 21 de julho de 2009

em quando isso na sala de justiça

terça-feira, 14 de julho de 2009

Axiomas

queria poder falar mal,
mas também queria poder falar bem.
As vezes é muito chato pensar como Mosca, Pareto ou Michels.
ficar imparcial já é por vezes ser parcial, dizia Weber.
Quando o dia acabar e eu ficar elocubrando sobre as curvas de indiferenças,
As transitvdades e refexões das preferências em uma relação binária
Estarie de alguma forma colocando o que há de irracional na racionalidade.
Axiomas fracos, difusos e mal acabados estruturam toda a forma de pensar e encarar uma ciência ou varias.
Que a falácia do homem de palha, não acabe. Que a vida seja longa.
Céu azul em Brasilia

Clarice

"Estou cansado de ser vilipendiado, incompreendido e descartado
Quem diz que me entende nunca quis saber
Aquele menino foi internado numa clínica
Dizem que por falta de atenção dos amigos, das lembranças
Dos sonhos que se configuram tristes e inertes
Como uma ampulheta imóvel, não se mexe, não se move, não trabalha.
E Clarisse está trancada no banheiro
E faz marcas no seu corpo com seu pequeno canivete
Deitada no canto, seus tornozelos sangram
E a dor é menor do que parece
Quando ela se corta ela se esquece
Que é impossível ter da vida calma e força
Viver em dor, o que ninguém entende
Tentar ser forte a todo e cada amanhecer.
Uma de suas amigas já se foi
Quando mais uma ocorrência policial
Ninguém entende, não me olhe assim
Com este semblante de bom-samaritano
Cumprindo o seu dever, como se eu fosse doente
Como se toda essa dor fosse diferente, ou inexistente
Nada existe pra mim, não tente
Você não sabe e não entende
E quando os antidepressivos e os calmantes não fazem mais efeito
Clarisse sabe que a loucura está presente
E sente a essência estranha do que é a morte
Mas esse vazio ela conhece muito bem
De quando em quando é um novo tratamento
Mas o mundo continua sempre o mesmo
O medo de voltar pra casa à noite
Os homens que se esfregam nojentos
No caminho de ida e volta da escola
A falta de esperança e o tormento
De saber que nada é justo e pouco é certo
E que estamos destruindo o futuro
E que a maldade anda sempre aqui por perto
A violência e a injustiça que existe
Contra todas as meninas e mulheres
Um mundo onde a verdade é o avesso
E a alegria já não tem mais endereço
Clarisse está trancada no seu quarto
Com seus discos e seus livros, seu cansaço
Eu sou um pássaro
Me trancam na gaiola
E esperam que eu cante como antes
Eu sou um pássaro
Me trancam na gaiola
Mas um dia eu consigo existir e vou voar pelo caminho mais bonito
Clarisse só tem 14 anos..."
Renato Russo

domingo, 12 de julho de 2009

The last resort is the hot iron. (2)

Towards the end of the night you shall hear shrill cries. (4)


Have faith in a stone and you will be healed. (11)


Colder than a water carrier's arse. (19)


Farther than earth from heaven. (27)


The son of a son is dear, the son of a daughter a stranger. (34)


The son of your son is yours, the son of your daughter is not. (35)


A man of sixty (is only good) for slaughtering. (lit. for the knife) (42)


When your son is young, discipline him; when he grows older, be a brother to him. (54)


A man with one plan (lit. intention) goes out (to execute it); a man with two plans becomes perplexed. (57)


Let truble (lit. evil) alone, and trouble will let you alone. (61)


Tire out your body, but not your mind. (62)


Exert effort, you shall be rewarded. (lit. tire yourself out for the sake of something and you shall get it.) (63)


When the wolf comes for the sheep, the dog goes to deficate. (73)


What luck! It is God-sent. (lit. It came, and God brought it.) (84)


(When) They came to shoe the horseof the sultan, the beetle (came along) and stuck out her foot. (94)


An intelligent deaf-mute is better than an ignorant person who can speak. (115)


If your messenger tarries, expect good. (128)


If you conduct yourself properly, fear no one. (130)


If you come back from a journey, offer your family (something) thoughit be only a stone. (137)

Aborto

Ele se foi mesmo se ter me visto.
A pessoa que mais amaria, nem cheguei a conhecer.
E a única coisa que poderei fazer é imaginar os seus olhos.
Seu sorriso em vitro me traz vergonha.
Amor era tudo. Hoje nada mais é.
Please to introduce me… I’m the evil. I hope don’t shall want you guess my name.
O pior mal a mim já feito, não há dor, culpa ou sentimento que se iguale ao da vergonha.
Maior que isso há. Mas eu mesmo?
Não desejo, quero passar
Oh baby i so tair man for the government man in the public school.
I was, I was, I was.
Sometimes, sometimes I was, I was. No I was.
I want to take my pleaser, I goanna miss. But your eyes
Don’t forget me about us.

domingo, 5 de julho de 2009

Biblioteca

Como pode? este lugar se tornou a minha primeira casa.
Numa rotina diaria de 08:00 a 00:00. Estou ficando e saco cheio. Hj 10:05 pausa pra saber o que esta acontecendo mundo, ler e-mails.
Queria estar na Flip, mas infelizmente estou aqui.Biblioteca, minha primeira casa até terça feira.
indicadores econômicos de sexta.
Bovespa -0,18% 50,934 03/07 17h18
Nasdaq -2,66% 1796,52 02/07 17h34
Ouro 250 g BMF +0,51% 58,800 03/07 14h23
CAC&FR +0,09% 3119,51 03/07 12h37
DAX -0,21% 4708,21 03/07 13h00
Dólar comercial +0,05% R$ 1,9530 03/07 16h35
Euro -0,18% R$ 2,72285 03/07 21h58
Poupança 0,55480% 03/07
fonte: Jornal Folha de São Paulo

sábado, 4 de julho de 2009

ao entrepasso

COMO uma Gestalt, ela NAO SE FECHA
COMO KAFKA eu PROCESSO
COMO NICHSHTZ você PROTESTA
COMO UMA TEORIA MARXISTA FICAMOS!