quinta-feira, 5 de março de 2009

Chico Morbeck

Nunca te disse que te amo

Nem soube sussurrar doçuras

em nossos melhores momentos



Não beijei teus pés como tua boca

nem tua boca como tuas coxas

nem tuas coxas como era meu desejo



Nunca disse que vivia ou morria por ti

nem implorei teu perdão, nem tua

volta

mesmo morrendo de desejo



Tudo bem, eu me rendo

Direi tudo isso um dia em poemas

Quando escrevê -los

Nenhum comentário: