terça-feira, 31 de março de 2009

Cartola

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

Quero assistir o sol nascer,
Ver as águas dos rios correr,
Ouvir os pássaros cantar,
Eu quero nascer quero viver...

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra não chorar.

Se alguem por mim perguntar,
Diga que eu só vou voltar,
Depois que eu me encontrar...

Quero assistir o sol nascer,
Ver as águas dos rios correr,
Ouvir os pássaros cantar,
Eu quero nascer quero viver...

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar.

Deixe-me ir preciso andar,
Vou por aí a procurar,
Rir pra nao chorar

quinta-feira, 26 de março de 2009

Sobre Economia

Nem Smith, Ricardo ou Marx;
muito menos Jevons, Menger ou Walras;
Keynes, Kaleck ou Schumpeter nem pensar;
epstemologicamente quem tinha razao
era Jeremy Bentham. O que importa
é ser feliz!

domingo, 22 de março de 2009

Nessum dorma

Nessun dorma! nessun dorma!
Tu pure, o, principessa,
Nella tua fredda stanza,
Guardi le stelle
Che fremono d'amore
E di speranza.

Ma il mio mistero e chiuso in me,
Il nome mio nessun sapra!
No, no, sulla tua bocca lo diro
Quando la luce splendera!

Ed il mio bacio sciogliera il silenzio
Che ti fa mia!

Dilegua, o notte!
Tramontate, stelle!
Tramontate, stelle!
All'alba vincero!
Vincero, vincero!

sexta-feira, 13 de março de 2009

azul

canto
branco
livre
uma bela noite pra voar

quinta-feira, 5 de março de 2009

Chico Morbeck

Nunca te disse que te amo

Nem soube sussurrar doçuras

em nossos melhores momentos



Não beijei teus pés como tua boca

nem tua boca como tuas coxas

nem tuas coxas como era meu desejo



Nunca disse que vivia ou morria por ti

nem implorei teu perdão, nem tua

volta

mesmo morrendo de desejo



Tudo bem, eu me rendo

Direi tudo isso um dia em poemas

Quando escrevê -los